Pular para o conteúdo principal

Inquietação

Às vezes a minha inquietação é tão intensa que me deixa paralisada.
Então escrevo e penso:
por que escrevo?
E Leminski me responde.

Razão de ser

"Escrevo.
E pronto.
Escrevo porque preciso preciso porque estou tonto.
Ninguém tem nada com isso.
Escrevo porque amanhece.
E as estrelas lá no céu Lembram letras no papel
Quando o poema me anoitece.
A aranha tece teias.
O peixe beija e morde o que vê.
Eu escrevo apenas.
Tem que ter por quê?"

Paulo Leminski

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eu vou até o sim

Vou ficar aqui
para além do fim
Depois que a vida me negar,
a morte dará seu sim

Depois do não
sempre vem outro sim

Na vida
o tempo do sim é curto
o tempo do não,
sem fim.

Depois do não da vida
sempre virá outro sim

Outrossim
já que vim
Eu vou até o sim.

- Madalena Daltro

autora@globomail.com

https://www.facebook.com/madalenadaltro

A vida...

A vida está me arrancando os dentes
para que eu não possa mais sorrir,
quase acredito nisso, mas foi pra isso
que cheguei até aqui? (Para não mais sorrir?)

La vita sta tirando i denti
affinché non posso sorridere più,
quasi Credo che, ma è stato per questo
Sono arrivato qui? (Non sorridere più?)

autora@globomail.com

https://www.facebook.com/madalenadaltro

https://www.facebook.com/poesiabrasileira.br

O Mundo Caracol na Feira de Literatura Infantil de Taubaté - FLIT 2017

Eu sumi por conta das vicissitudes da vida, não porque esqueci de você, por favor, me entenda.

Trouxe novidades.

O livro infantil: O Mundo Caracol na lista dos mais vendidos na FLIT - Taubaté-SP

Dá uma olhadinha e fica a dica para o dia das crianças.

http://sacizal.com.br/index.php/2017/09/12/lista-de-livros-mais-vendidos-na-flit-no-dia-11-de-setembro/