quinta-feira, 9 de abril de 2015

"- Eu não sirvo pra nada!"


Então quando se diz, enfaticamente:

-Eu não sirvo pra nada!

O que quer essa sentença dizer?

Que estamos aqui para servir,
ser útil a algo,
ou a alguém.

O ser
quer
ser útil.

A vida só faz sentido com o reconhecimento de sua utilidade.
Útil na fé, no amor, na força de vontade...

Um ser sem utilidade torna-se pernicioso, amargo, autodestrutivo...
Porque ele sente necessidade de fazer algo.
E se não constrói,
enferruja
e destrói...

Quando um povo diz
que quer emprego,
o governo deveria se ajoelhar diante dele.

- Madalena Daltro

autora@globomail.com
https://www.facebook.com/poesiabrasileira.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário