terça-feira, 8 de outubro de 2013

Se preciso for

Se preciso for, eu dobro o amor, o enfio no bolso e vou embora a pé...
Se preciso for, eu me beijo, me olho no espelho e me amo na escuridão...
Se preciso for, eu não amo, namoro meu sonho e de mim mesma transbordo...
Se preciso for, vou com cuidado, cautelosa, mas vou, piso na brasa, enfrento o fogo do amor e da dor...
Se preciso for, me alongo nos instantes do tempo ou desapareço de vez...
Se preciso for, eu vou ou fico...
Apenas se for preciso,
porque o impreciso,
ah! Esse me irrita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário